Digital clock

domingo, 6 de junho de 2010

Avivamento à Luz da Bíblia

Tendo em vista a falta de manuseio da Palavra de Deus e a má interpretação dos seus ensinos, é notório que muitas comunidades cristãs possuam uma definição incorreta do que é avivamento. É lamentável que muitos pastores, por falta de um alicerce doutrinário bastante construtivo e embasado nas Escrituras, ensinem de forma errada em que consiste um poderoso avivamento da parte de Deus no solo improdutivo dos corações, necessitados da ardente graça divinal. Há quem interprete avivamento como sendo o falar em línguas, pular ou coisa do gênero. Isto são evidências da presença do Espírito Santo no meio dos que Lhe adoram. Avivamento é muito mais do que isto.
Ser pentecostal, às vezes, nem sempre quer dizer uma pessoa avivada. Uma coisa é sentir a presença de Deus, outra é viver a presença dEle em todo o tempo. Afinal de contas, quando falamos nesta palavra nos referimos a uma mudança permanente que ocorre na vida do ser humano, e não a uma sensação de alegria que só dura alguns momentos. E é exatamente o que vemos: dentro da igreja, uma extrema expressão de santidade e de fervor, fora dela, a mesmice parece tomar de conta. Que me perdoem os que se julgam crentes avivados ou até pregadores "avivalistas", mas, a Igreja Evangélica no Brasil ainda não experimentou um poderoso avivamento como nos tempos de Charles Grandson Finney, Charles Hadon Spurgeon, Jhonatan Goforth, Dwight Liman Moody, entre outros. Os pregadores que ouvimos parecem até oradores profissionais, e suas mensagens floreadas de palavras bonitas sendo que a unção está passando bem longe! Se avivamento é questão de vida transformada, então, é disso que necessitamos! Mais do que nunca!
Segundo a Bíblia o avivamento é marcado por três grandes manifestações na vida do ser humano:

1) Convicção de pecado: E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: que faremos, varões irmãos? (At 2.37) - Ouvindo a fervorosa pregação apóstolica, sentiram seus ouvintes profundo pesar de seus pecados ("compungiram-se") prontificando suas vidas ao Cristo ressurreto. Notemos que Pedro nem fez o apelo à salvação como é comum hoje, pelo contrário, os judeus que tiveram a iniciativa própria de se interessarem pela salvação e pelo Salvador.

2) Profundo despertamento espiritual: ... e no duodécimo ano começou a purificar a Judá e a Jerusalém, dos altos, e dos bosques, e das imagens de escultura e de fundição (2 Cr 34.3) - Este versículo refere-se ao Rei Josias. Neste trecho bíblico entendemos que despertamento espiritual é a convicção de pecado na prática. Mas que convicção, uma ação! Ao ver a penúria espiritual em que se encontrava a nação eleita, Josias se sente movido a tomar medidas drásticas a fim de amenizar essa situação. Podemos resumir o exposto nas sábias palavras de Salomão: O que encobre as suas trangressões nunca prosperará, mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia (Pv 28.13).

3) Desejo ardente de buscar a Deus: ... começou a buscar o Deus de Davi, seu pai... ( 2 Cr 34.3) - Tomando novamente o Rei Josias como exemplo, podemos perceber o significado real da palavra "começou". O despertamento que ganhou terreno no coração deste pidedoso rei motivou-o a buscar o Deus de seus pais. O verbo "começou" nos faz entender que Josias comprometeu a sua vida a obedecer ao Eterno vivendo de forma alinhada com os Seus propósitos. Buscar a Deus é mais do que a prática da oração; é dispôr sua vida a agradá-Lo com suas atitudes e com suas maneiras: Bendize, ó minha alma ao Senhor, e TUDO O QUE HÁ EM MIM bendiga o Seu santo nome (Sl 103.1).

A Igreja de Cristo no Brasil necessita desse avivamento. Mas do que uma alegria momentânea, uma transformação constante! Mais do que barulhos que não resultam em nada, uma evidência de piedade, temor e abnegação para com Deus diante dos homens. A chama do avivamento para incendiar o mundo é preciso, primeiro, se apoderar da igreja, porque ela é o megafone de Deus para este mundo surdo pelo pecado.

2 comentários:

  1. Querido irmão Clenio, muito inspirada sua menssagem, a igreja precisa realmente de um grande avivamento. No entanto temo que necessitamos muito de um avivamento da palavra, nosso povo está carente da sã doutrina.
    Em Cristo:
    Amarildo.

    ResponderExcluir
  2. Só de pensar que 90% dos crentes vão pro inferno eu morro, o pior é que eles não acham, voltem as Escrituras, voltem a Jesus é o que dizemos, porém o revoltado coração do homem não está voltado para o aprendizado esta voltado para as riquezas, para seu proprio umbigo, se não conhecem a Jesus quem dirá saberá algo sobre avivamento. Louvo a Deus por sua vida, vamos emboara ensinar quem quer saber a respeito desse Jesus maravilhoso que tudo pode...

    ResponderExcluir