Digital clock

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Obra Missionária

O ilustre pastor e pregador da Palavra de Deus, José Agnaldo Celestino dos Santos, disse que "Missões não basta estar no coração de Deus, tem que estar no nosso também". Por isso, como forma de apelo ao chamado missionário, trago-vos esta reflexão poética:

Em cada homem, uma alma,
Em cada alma, um valor;
Em todo o tempo, Missionários
Apregoando aos sedentários
O Evangelho de amor.

Este valor imensurável
Só o Senhor é quem conhece.
Ele procura sem cessar
Missionários a lutar
Pelas almas que perecem.

Missionário, eis avante!
Porque Deus contigo é!
Não demores, vá depressa
Porque multidões esperam
Ouvir a Palavra da Fé!

Tribos, Línguas e Nações
Bem distantes da Verdade;
Enrijecidos corações
Sem temor e piedade;
Que Deus estenda a Sua mão
Para arrancar da escuridão
Esta aflita humanidade.

O mundo clama por salvação
E Deus clama a Sua Igreja
A cumprir sua missão
Outorgada com inteireza;
Que haja plena devoção
Valentia e firmeza,
Pra cumprir o santo "ide"
Té que do Alto Ele desça.

Missionário, eis avante!
Quantas almas ao redor!
Ó não sejas vacilante,
Porque muitos são os que morrem
Reduzindo-se ao pó!

                                               (Clenio Daniel Parente Mendes)

Igreja Assembleia de Deus no Brasil

Para todos os que amam, como eu, a história da Assembleia de Deus no Brasil, como também servir ao Senhor nesta denominação, trago-vos uma poesia, de minha autoria, lembrando esse fato tão marcante na história da Igreja Brasileira. Deus seja louvado.


Já se fazem muitos
Este fato memorável
E com alegria, hoje, cantamos,
De uma forma agradável,
Da chegada dos irmãos,
Missionários por vocação
E de atitude tão Louvável.

Pioneiros destemidos
Encaravam com amor
Aflições de todo o tipo,
Mas honravam ao Senhor;
Confiavam no Deus vivo
Que lhes foi seu Protetor.

Dos obreiros, a bravura;
Do rebanho, a intercessão;
Do dia-a-dia, as agruras;
A todo o instante, a provisão,
Pois lá do céu Deus atendia
A persistente oração.

Em todo o tempo, Deus à fente
Desta Igreja que aflorou,
Com um fervor tão evidente
Como tal nunca se achou,
Pois habitava em cada crente
A presença veemente
Do Real Consolador.

Já se fazem muitos anos
E a história continua
Desse povo que não cessa
De pregar com entusiasmo
A verdade nua e crua,
De que Jesus Cristo Salva,
Ele perdoa e Ele cura.

Tudo isso é um privilégio
Que o Senhor nos concedeu.
Este fato tão egrégio
No Brasil aconteceu,
Da verdade do Evangelho
Que alcançou você e eu
Uma marca permanente
Das Assembleias de Deus!

                                                        (Clenio Daniel Parente Mendes)