Digital clock

terça-feira, 8 de março de 2011

A razão de sermos provados

É notório hoje em dia o ponto de vista de muitos no que diz respeito ao fato de sermos provados. Quantos almejam bençãos sem primeiro entenderem a benção de passarmos pela prova! Enquanto muitos interpretam isso como loucura, à luz da Escritura Sagrada é bem diferente. É necessário que saibamos diferenciar, portanto, o que é prova, luta e tentação, começando primeiramente por esta.
1) Tentação - Algo permitido por Deus a fim de testar nossas decisões, isto é, para saber se ou nos entregamos as concupiscências da carne ou resistimos a elas preferindo obedecer ao Senhor. É erro afirmar que as tentações vem de fora. Elas sobressaem de dentro de nós. Nosso pensamento é um campo de batalha, um verdadeiro conflito permeia este campo; carne e Espírito, ambos pelejando por obter prioridade em nossa ser. Contudo, nós é quem decidimos qual destes ocupará lugar em nós, haja vista que não se pode "servir a dois senhores" (Mt 6.24).
2) Luta - A luta deixa de ser provação quando deixamos de confiar em Deus para agir da nossa própria maneira. A isso também podemos considerar como uma "atitude precipitada" devido ao fato de interferir na ação divina por meio de cada problema que enfrentamos. Somo exortados a procurar entender qual é a vontade do Senhor para as nossas vidas (Ef 5.17). Agindo dessa forma, estaremos isento de qualquer luta desnecessária.
3) Provação - Coloquei esta por último em virtude dela ser o cerne desta mensagem. Oxalá se todos os cristãos entendessem o propósito de Deus nas nossas vidas por intermédio das provações. Não haveria tanta murmuração, tampouco pessoas se desviando da verdade. Em razão da falta de comunhão com as Escrituras, tudo o que exibem é ignorância e insensatez quanto ao plano de Deus. É triste dizer que o povo mais insatisfeito é o povo crente, a raça que mais reclama! Perdoem-me o modo irônico de ressaltar dessa maneira, me alegro ao saber que faço parte deste povo porque é o povo de Deus; entretanto, parece que agimos desinteressadamente quanto ao trabalhar divino em nossas vidas. Já passou da hora de dar um basta nesta situação!
Todo aquele que encara a provação como um "bicho de sete cabeças", tenho observado, são pessoas descomprometidas com o ensino bíblico doutrinário, com igreja, a qual, "frequenta", não tem prazer em orar e o pior de tudo: querem apenas benção e não manifestam nenhum propósito de relacionamento com o Abençoador. Encontramos nas páginas da Bíblia quatro razões para Deus nos colocar em prova:
1) Para moldar o nosso caráter - Várias vezes a Bíblia Sagrada compara o crente ao ouro quando passado no fogo. Inúmeras são as passagens bíblicas que ratificam isso. O apóstolo Pedro admoesta os crentes a não estranharem a "ardente" prova que vem sobre nós (1 Pe 4.12). O termo "ardente" lembra-nos um ardor de fogo, levando-nos a entender o efeito de uma prova na vida de um cristão. Fomos libertos deste mundo onde o pecado prevalece na alma de quem não teme a Deus (Ec 7.20). A injustiça, a impiedade e o desamor são fatores dominantes no meio em que vivemos. Como não pertencemos mais a este mundo (Jo 17.16), o Senhor realiza o Seu trabalhar em nosso ser no afã de deixar-nos conforme a Sua vontade para, então, sermos novidade de vida para este mundo perverso (Rm 6.4).
2) Para aperfeiçoar o nosso caráter - Deus não faz nada pela metade. Ele não se contenta com uma mera mudança, mas, que essa transformação tenha efeito permanente e progressivo. A isso podemos denominar "aperfeiçoamento". A Bíblia diz: "... aquEle que em vós começou [transformação] a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo" (Fp 1.6); esse processo leva tempo: "... até ao dia de Jesus Cristo". Isso nos faz saber que o próprio Deus aprecia esses momentos em que somos moldados por Ele já que o Seu objetivo é ver-nos de acordo com o Seu querer.
3) Para nos colocar mais perto do Senhor - Tenha a certeza de que as desventuras que você passa é nada mais que o Criador te convidando para aproximar-se dEle desfrutando de íntima comunhão com a Sua Pessoa. Cada dilema, cada momento difícil de sua vida são ferramentas que o Senhor utiliza para vê-lo perto dEle. Nada sucede em vão, porque a poderosa mão de Deus está no controle de tudo. Portanto, tenha a certeza de que isso que você está passando é o Senhor te motivando a ter diálogo com Ele. Faça isso agora: fale com Deus!
4) Para nos tornar semelhantes a Jesus - Deus deseja ver em nós a semelhança de Seu Filho e Ele próprio atestou isso dizendo: "aprendei de mim" (Mt 11.29). Um outro grande propósito de Deus é que o mundo conheça a Jesus por meio da Sua igreja no seu modo de vida harmonizado com os ensinos do Mestre. Chega de palavras, o mundo quer obras! E nós podemos fazer isso submetendo-se ao trabalhar do grande Deus através das nossas vicissitudes. É a melhor forma de conhecermos a quem servimos; sim, conhecer, aprender e imitá-Lo!
Que cada momento da sua vida seja uma oportunidade para conheceres ao Senhor adquirindo experiências profundas e que cada provação seja um degrau que te faça subir para, mais perto, estar da presença de Deus!

Nenhum comentário:

Postar um comentário