Digital clock

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Lições extraídas em 2 Rs 7

Convicto de que a Palavra de Deus é uma fonte inesgotável de sabedoria, ao meditar no episódio narrado em 2 Rs 7, pude exaurir do texto em relevo lições de suma importância para a nossa edificação.
Visto que a fome era grande em Samaria a ponto de o canibalismo ser praticado entre os seus habitantes, o profeta Eliseu vaticinou a abundância de alimentos a sobrevir no dia seguinte (2 Rs 7.1). A fome era avassaladora, portanto, em um período como este que provocou tamanho desespero nos samaritanos, confiante, Eliseu prediz uma grande abundância.
Eliseu é um exemplo de alguém que, debaixo da autoridade divina, domina situações e encara problemas em razão de sua segurança confiante em Deus. Quando confiamos em Deus e O obedecemos recebemos dEle autoridade a fim de dominar situações, administrar conflitos e encarar problemas de forma sábia e confiante e superar dilemas, visto que assim faz o Senhor aos que obedecem aos Seus mandamentos (Dt 28.13).
Ouvindo o vaticínio que fizeram o homem de Deus estava um capitão em cuja mão o rei se encostava; ouvindo ele a predição de Eliseu, evidenciou sua incredulidade, ao que Eliseu lhe replicou que ele veria, porém, não comeria (2 Rs 7.2). Mal esperava tal homem a tragédia que lhe ocorreria por não haver crido na palavra profética! Enquanto a fé nos leva a participar das bençãos, e incredulidade nos distancia delas privando-nos do gozo das bençãos do Senhor. Esse personagem é um forte exemplo de alguém que desdenha a voz profética. Não façamos assim, pois, da maneira como a Bíblia diz: "Não desprezeis as profecias" (1 Ts 5.20), também diz: "... crede nos Seus profetas e prosperareis" (2 Cr 20.20).
À entrada da porta de Samaria haviam quatro leprosos, os quais, diante de uma calamitosa situação que faziam prever a sua morte, ainda se levantaram indo para o arraial dos siros e, vendo que estes não estavam lá, logo se surpreenderam ao encontrarem alimentos, vestimentas, ouro e prata; tomando eles algumas destas coisas para esconderem, logo redarguiram: "Não fazemos bem; este dia é dia de boas-novas e nos calamos" (2 Rs 7.9). E, sendo assim, participaram essas coisas ao rei de Israel. Sejamos semelhantes as estes leprosos, mesmo diante de situações imprevisíveis, levantemo-nos e tomemos posse daquilo que foi outorgado por Deus sem deixar de partilhar com o próximo.
Podemos imaginar a maneira como os siros ficaram aterrorizados ao ouvirem ruídos de cavalaria se avizinhando deles. Era o Senhor confundindo os inimigos do Seu povo fazendo com que eles não prevalecessem sobre Israel. Bem-aventurado aquele que confia no Senhor e guarda os Seus mandamentos! Ele o livrará no dia mal de modo que não venha a perecer.
Confiemos em Deus enos esforcemos, porque, certamente Ele nos será por auxílio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário