Digital clock

terça-feira, 15 de junho de 2010

Uma entrega sem reservas

Salmos 37.5 "Entrega o teu caminho ao Senhor..."

Estamos vivendo tempos em que, se Deus não tiver misericórdia, a autêntica pregação do Evangelho desaparecerá dos púlpitos das nossas igrejas e o povo desejará ouvir algo que lhe agrade e que não condene suas práticas pecaminosas. Na verdade, isto já está acontecendo. A situação espiritual de muitos crentes se torna cada vez mais degradante. Como água entrando num barco aumentando o risco de um perigoso náufrago é a iniquidade entrando na igreja fazendo-a submergir aos poucos. Que o Senhor tenha compaixão do Seu povo! Ouvimos muitas pregações alusivas ao versículo exposto acima. Pregam muito nas palavras "confia nEle, e Ele tudo fará" e praticamente nada do que diz: "Entrega o teu caminho ao Senhor"; este, portanto, é o cerne da nossa meditação.
Nossas orações parecem até egoístas sempre que nos inclinamos a tal prática com determinados objetivos. Mais petição do que adoração! Mais clamor do que gratidão! Sendo assim, o que Deus espera mais recebe menos! É fácil se lembrar dos direitos. E dos deveres? É fácil se lembrar da promessa ("E Ele tudo fará") e da santa exigência que Ele faz a nós ("Entrega o teu caminho ao Senhor")? Entregar o nosso caminho ao Senhor não é somente colocarmos um mundaréu de problemas diante do altar de Deus e pronto. É muito mais do que isto. Quando falamos em "caminho" estamos aludindo a um "percurso pelo qual andamos". Seu significado é ainda mais profundo quando o Salmista Davi diz: "Entrega o teu caminho..."; De acordo, entregar o nosso caminho ao Senhor:

1) É realçar a soberania divina acima dos nossos interesses - Somente um cristão com um coração de servo demonstrará tamanha disposição. É tolice de muitos que, por jejuarem e orarem bastante e lerem muito a Bíblia, acham que Deus tem a obrigação de conceder tudo o que Lhe pedem em oração. Se consideram capazes de exigir do Senhor alguma coisa. Que meninice! Deus é soberano em Suas decisões, não faz nada por obrigação e sim por opção. Faz o que quer, quando quer e na hora que quer; e quem é o homem para questioná-Lo (Dn 4.35)? Soberano como Ele é, não deve coisa alguma a ninguém (Jó 41.11; Rm 11.35). Entregar o nosso caminho ao Senhor é deixar que vontade dEle impere em nossas vidas e em nossos planos.

2) É deixar Ele direcionar os nossos passos - exitem momentos na vida em que nos cansamos de tentar da nossa própria maneira. Desejamos vencer na vida por meio de nossos próprios métodos e, no entanto, somente frustrações. Aplicamos nossos esforços físicos e intelectuais, entretanto, só fracasso. Todas estas coisas visam contribuir para o nosso desânimo. Entregar o nosso caminho ao Senhor é deixar Ele assumir o volante da vida. É pedir que Ele ocupe o primeiro lugar em todas as áreas do nosso ser; é viver na certeza de que Ele está na direção e no controle de tudo; é submeter-se ao Seu senhorio deixando-nos, por Ele, sermos conduzidos para onde bem parecer aos Seus olhos. Entreguemos a Deus o nosso caminho!
Deus está à procura de cristãos com o coração de um verdadeiro servo! Pronto a serví-Lo em esperar algo em troca; que estabeleçaa vontade soberana do Deus Altíssimo como o ônus da sua vida. Enfim, que se entregue àquEle cujos pensamentos são mais altos que os nossos pensamentos e Seus caminhos mais elevados que os nossos caminhos. Uma entrega sem reservas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário